quarta-feira, 20 de maio de 2015

A imigração ilegal: entenda melhor o tema.

A Imigração

O imigrante é todo aquele que sai de seu país de origem para se estabelecer em outro, seja para somente trabalhar, como para fixar residência por tempo indeterminado ou não. Quase sempre, o imigrante procura no país estrangeiro uma condição melhor de trabalho e, consequentemente, de vida, contando com uma remuneração melhor e meios mais eficientes de educação e saúde.

A Imigração no Brasil

Em nosso país, a imigração teve inicio ainda em 1530 logo que os portugueses pisaram em solo brasileiro para colonizarem e começaram a plantação de cana-de-açúcar, porém, ela se intensificou em 1818 durante o período de governo de Dom João VI, através da vinda de outros povos em decorrência do cultivo do café.

Imigração legal e ilegal

A imigração tanto pode ser um ato legalizado quanto ilegal. O imigrante considerado como é aquela pessoa que entra no país com uma autorização para que nele possa permanecer e, assim, exercer suas funções da forma correta. Enquanto que o imigrante ilegal entre no país de maneira clandestina e nele fixa residência sem que possua qualquer forma de autorização ou documentação.

A Ilegalidade e Seu Preço

O imigrante ilegal não mede esforços para continuar no país que escolheu e, por isso, em muitos casos acaba arriscando a sua vida, e caso seja apanhado pelas autoridades competentes acaba sendo preso e assim permanece até que seja deportado para seu país natal.
Entretanto, antes de passar pela deportação, o imigrante tem de cumprir um procedimento judicial, que não lhe garante direitos previdenciários e nem trabalhistas e apenas volta para seu país quando o governo local adquire sua passagem e lhe garante um lugar no voo. Em muitos casos, um indivíduo que é deportado jamais poderá voltar ao país que o deportou.

A Imigração nos Estados Unidos da América

Durante muitos e muitos anos os Estados Unidos foram a menina dos olhos de milhares de pessoas ao redor do mundo, já que viam nesse país uma chance de mudar de vida e de conseguir uma situação melhor para si próprio e para toda a família. Por isso, se tornou o país mais visado pelos imigrantes ilegais, pois lá 10 dos quase 40 milhões de imigrantes vivem na ilegalidade. E pasmem, os brasileiros fazem parte do segundo maior grupo de imigrantes ilegais dos EUA, perdendo apenas para os mexicanos.
Depois do atentado ocorrido no país, em 11 de setembro no ano de 2001, o governo passou a intensificar o controle de entrada de estrangeiros no país e a partir de 2005 a chance de entrar e continuar no mesmo irregularmente diminuiu consideravelmente, já que todos os possíveis lugares de entrada no país passarão a ser constantemente vigiados.
As estimativas costumam variar bastante quando o assunto é a quantidade de imigrantes ilegais que vivem atualmente nos EUA. Muitos especialistas dizem que são aproximadamente 07 milhões, enquanto outros acreditam que o número seja muito maior, em torno de 20 milhões.
Enquanto isso, a Polícia que se dedica exclusivamente às fronteiras captura inúmeras pessoas que buscam entrar ilegalmente no país, e, inclusive, muitas delas acabam sendo contrabandeadas no interior de contêineres de carga, como também em veículos que passam pelas fronteiras. Muitos cubanos, por exemplo, fazem uso de botes artesanais e navegam por 150 quilômetros até chegarem ao sul da Flórida.
Outros imigrantes arriscam a vida passam por privação de água e comida, sofrendo com a desidratação, as intempéries, as dificuldades do trajeto, sem esquecer de mencionar o risco a ataques de animais selvagens. Tudo isso ao tentar cruzar a fronteira existente entre o México e os Estados Unidos. Todos os métodos usados nessas travessias ilegais são bastante perigosos, e, com isso, centenas de pessoas morrem todos os anos nessa loucura para entrar no país.
Desde o começo da década de 90, quando foi erguida uma cerca através de parte da fronteira entre o México e a Califórnia, aproximadamente 03 mil pessoas perderam a vida tentando passar do outro lado.
Muitos imigrantes ilegais, ao procurar cruzar a fronteira dos EUA, se encontram com família e amigos, sendo que grande parte deles também está vivendo de maneira ilegal naquele país. Ainda que seja contra a lei dos EUA promover a contratação de imigrantes ilegais, diversos empregadores contratam porque, geralmente, esse pessoal atuará na área de serviços gerais e trabalharão a um salário mais baixo, exercendo função que as demais pessoas (não ilegais) não se prestariam a fazer.
Ainda que os imigrantes ilegais executem trabalhos que os norte-americanos não desejam fazer, muitos deles reclamam que os imigrantes não pagam os impostos devidos e, enviam grande parte de sua renda para a família e amigos que ainda estão em seu país natal, não contribuindo com isso, com a economia dos Estados Unidos.
Uma ideia que tem sido difundida para melhorar a situação é a execução do programa “trabalhador convidado” que poderia permitir às empresas promover a contratação do estrangeiro, se nenhum norte-americano quisesse a vaga. O imigrante, por sua vez, poderia trabalhar por um tempo predeterminado, algo em torno de 03 anos, e teria o acompanhamento do sistema federal. Assim pagaria os impostos e sairia um pouco da ilegalidade, não correndo o risco de ser deportado caso fosse apanhado.

Imigração Ilegal no Brasil

A imigração ilegal no país, nos últimos anos, tem crescido bastante, especialmente em razão da invasão dos Haitianos, que fogem da miséria e da violência que assolam seu país. No início, o governo Brasileiro até conseguia ter um controle sobre o assunto, visto que o número de imigrantes não era tão grandioso, porém, atualmente os haitianos têm aportado em terras brasileiras de maneira assustadora.
Com isso, o Ministro das Relações Exteriores, bastante preocupado com a imigração dos haitianos, disse que o Itamaraty procura fechar com as rotas ilegais que são a porta de entrada dos haitianos em nosso país. O ministro entendeu que a situação é triste, especialmente pela ação dos coiotes, que fazem a travessia ilegal com os imigrantes, e disse que o Brasil é um dos poucos lugares que possui uma política humanitária de vistos voltada aos cidadãos haitianos. Mas ainda assim o problema preocupa as autoridades brasileiras.
Postar um comentário

HISTÓRIA DE PACOTI - CEARÁ

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...