sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

FATOS QUE MARCARAM O DIA 15 DE JANEIRO AO LONGO DA HISTÓRIA


15 de janeiro de 69 – Galba é morto pela Guarda Pretoriana; no mesmo dia, o Senado reconhece Otão como novo imperador romano.

Sérvio Sulpício Galba (Latim: Lucius Livius Ocella Servius Sulpicius Galba; Terracina,24 de dezembro de 3 a.C. - Roma15 de janeiro de 69) foi imperador romano de 8 de junhode 68 até a sua morte. Foi o primeiro dos quatro imperadores do ano de 69, o conhecido como ano dos quatro imperadores.
Teve uma brilhante carreira política, atingindo o consulado em 33, sendo com posterioridade governador da Germânia e procônsul da África (45-6). Em 60 passou a governar aTarraconense, onde iniciou a rebelião contra Nero incitado por Caio Júlio Víndice. Proclamado imperador, marchou sobre Roma com o apoio de Otão, obtendo o reconhecimento tanto do Senado quanto dos pretorianos.
Contudo, pronto perdeu os seus apoios devido à sua política de austeridade. Otão, desiludido por não ter sido nomeado como sucessor, organizou um complô contra o imperador. Após uns escassos sete meses de governo, Galba foi assassinado no Fórum, ficando o Império sumido na guerra civil.

15 de janeiro de 1763 – É assinado o tratado de Hubertsburg, que põe fim à guerra dos Sete Anos.

Guerra dos Sete Anos foram conflitos internacionais que ocorreram entre 1756 e 1763, durante o reinado de Luís XV, entre a França, aÁustria e seus aliados (SaxôniaRússiaSuécia eEspanha), de um lado, e a InglaterraPortugal, aPrússia e Hannover, de outro. Vários fatores desencadearam a guerra: a preocupação das potências européias com o crescente prestígio e poderio de Frederico II, o Grande, Rei da Prússia; as disputas entre a Áustria e a Prússia pela posse daSilésia, província oriental alemã, que passara ao domínio prussiano em 1742 durante a guerra de sucessão austríaca; e a disputa entre a Grã-Bretanhae a França pelo controle comercial e marítimo das colônias das Índias e da América do Norte.
A fase norte-americana foi denominada Guerra Franco-Indígena (ou Guerra Francesa e Indígena), e participaram a Inglaterra e suas colônias norte-americanas contra a França e seus aliadosalgonquinos. A fase asiática iniciou o domínio britânico nas Índias.
Foi o primeiro conflito a ter carácter mundial, e o seu resultado é muitas vezes apontado como o ponto fulcral que deu origem à inauguração da era moderna. A Guerra foi precedida por uma reformulação do sistema de alianças entre as principais potências europeias, a chamadaRevolução Diplomática de 1756, e caracterizou-se pelas sucessivas derrotas francesas na Alemanha(Rossbach), no Canadá (queda de Québec eMontreal) e na Índia.

15 de janeiro de 1934 - Um terremoto causa a morte de 10.700 pessoas no norte da Índia.

15 de janeiro de 1941 - Alfonso XIII abdica em Roma de seus direitos ao trono espanhol.

 15 de janeiro de 1944 - A cidade argentina de San Juan é destruída por terremoto. 

15 de janeiro de 1973 - Golda Meir é a primeira líder israelense a ser recebida pelo Papa.

15 de janeiro de 1975 – É assinado o Acordo de Alvor, em que Portugal reconhece a independência de Angola.

15 de janeiro de 2009 - Um Airbus com 151 pessoas a bordo fez um pouso forçado no Rio Hudson, em Nova York, logo após deixar o Aeroporto de La Guardia. A manobra foi bem-sucedida e todos a bordo sobreviveram.

15 de janeiro de 2010 - Os Estados Unidos concederam nesta sexta-feira status de asilado temporário a todo cidadão haitiano que estava naquele país, em situação ilegal, até o último dia 12, quando o país sofreu um terremoto de magnitude 7 que deixou a capital Porto Príncipe virtualmente arrasada e que matou dezenas de milhares de pessoas. O status terá validade de 18 meses.
O status de asilado temporário é concedido a estrangeiros que não podem voltar com segurança para seus países por um desastre natural, um conflito armado e outras razões.
"Este é um desastre de proporções históricas, e esta designação permitirá aos haitianos que reúnam as condições nos EUA de continuar vivendo e trabalhando em nosso país durante os próximos 18 meses", afirmou a secretária de Segurança Nacional, Janet Napolitano, em nota. "Os que tentarem viajar aos EUA depois de 12 de janeiro não poderão obter o asilo e vão ser repatriados", observa.
"Nesses momentos de tragédia é uma tentação, para o povo que está sofrendo, buscar refúgio em outros países. [...] Mas tentar abandonar o Haiti nestes momentos só levará mais dor ao povo haitiano e à sua nação", completou.
Na quarta-feira (13), Napolitano havia determinado o fim das deportações de haitianos, mesmo em caso de prisão.


FONTES: Wikipedia, G1.com e Folha Online.
FOTOS: Google Imagens e G1.com
PESQUISADOR: Artur Ricardo - Historiador.

Postar um comentário

HISTÓRIA DE PACOTI - CEARÁ

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...