domingo, 4 de junho de 2017

9 dicas para debater a crise do governo Temer nas aulas


O Site Porvir reúne dicas de atividades para apoiar professores que desejam contextualizar o momento político do país com os seus alunos e a Academia Virtual de História tem a honra de compartilhar com seus seguidores essas dicas.


Poucos dias após ter completado um ano, o governo do presidente Michel Temer é abalado por denúncias de corrupção. Seja em casa, na escola ou nas redes sociais, estudantes têm contato com informações vindas de diferentes fontes, que nem sempre são confiáveis.
Para apoiar o professor a organizar o debate e facilitar o entendimento do noticiário por parte dos alunos, o Site Porvir passou a tarde da quinta-feira (18.05.2017) garimpando sugestões de atividades para serem trabalhadas em sala de aula. Abaixo, listamos 9 dicas. A Academia Virtual de História espera que seus seguidores também dê sua contribuição para o enriquecimento dessas dicas nos comentários. 
Explique o contexto político nacional e analise notícias com os alunos.

Antes de começar uma atividade, tenha certeza de que todos estão por dentro dos acontecimentos políticos. Faça um levantamento para entender quais são as principais dúvidas dos alunos e explique o significado de termos que podem gerar confusão, como delação premiadagovernabilidade e Operação Lava Jato.

Não se esqueça de usar notícias para aproximar o tema do cotidiano dos alunos. Você pode aproveitar o debate público para propor uma análise da denúncia publicada no Jornal O Globo, que revela o possível aval de Temer para a compra do silêncio do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Aproveite o gancho para também ajudar a turma a analisar sites e identificar conteúdos falsos.
Mostre quais são os possíveis cenários para o país após a delação da JBS.

Diante da delação premiada de Joesley Batista, o governo de presidente Michel Temer entrou em um momento de grande instabilidade. A declaração de um dos donos do grupo JBS, que está entre os maiores produtores mundiais da indústria alimentícia, abalou a confiança da base governista no Congresso. Com isso, não faltam especulações do que pode acontecer daqui para frente.

Tente apresentar para os alunos quais são os caminhos para a presidência do país, explicando o que acontece em caso de renúncia, impeachment, abertura de processo no Supremo ou cassação. Divida a sala em grupos e peça para cada um pesquisar melhor sobre um tema e os seus desdobramentos.
Use as redes sociais para pesquisar a repercussão do assunto.

Leve em consideração que o debate político também acontece nas redes sociais. Incentive que os alunos façam pesquisas sobre a repercussão dos noticiários no TwitterFacebook e outros canais. Eles também podem aproveitar a linguagem da internet para criar memes que explicam alguns dos principais temas da política.

Com a ferramenta Storify, também é possível criar uma linha do tempo com postagens das principais redes sociais. Os alunos podem fazer um trabalho de curadoria para analisar quais são os conteúdos mais relevantes publicados por usuários.
Organize rodas de conversa para debater o cenário político do país.

Depois de trabalhar o tema em sala de aula e tirar eventuais dúvidas, organize um debate para que os alunos aprendam a emitir opiniões com responsabilidade. Tente diferenciar fatos de opiniões e faça a simulação de um julgamento para eles aprenderem de forma prática.

Trabalhe com atividades que exercitam a empatia. Aprender a se colocar no lugar do outro pode ajudar a evitar desentendimentos e também incentivar a compreensão de argumentos diferentes. Veja algumas dicas publicadas no Porvir para evitar conflitos na sala de aula e incentivar que as crianças e adolescentes sejam mais tolerantes.
Estabeleça relações com momentos da história.

Que tal contextualizar o momento e mostrar para os alunos que a política nacional já passou por outros períodos de instabilidade? Aposte em vídeos, infográficos, animações e até mesmo jogos para relembrar acontecimentos históricos, como a renúncia do presidente Jânio Quadros, o período regencial e o processo de impeachment de Fernando Collor.

Organize os alunos em grupos e fale para eles montarem uma linha do tempo, resgatando momentos de instabilidade e fazendo o levantamento de quais foram os seus impactos no desenvolvimento político, econômico e social do país.
Relacione a instabilidade política com aspectos econômicos.

A instabilidade política prejudica a confiança das empresas em investir porque fica difícil fazer previsões em relação a taxas de juros, cotação do dólar, preços das matérias-primas, do transporte dentro de uma semana, um mês ou um ano.

A interpretação de gráficos e tabelas ganha importância e pode ser interessante trabalhar o conceito porcentagem e crescimento porcentual usando tanto os valores das ações quanto do próprio índice IBOVESPA. Todos os setores da economia sofrem, mas alguns exportadores podem sair ganhando com a alta do dólar e suas ações (ainda que timidamente) sobem. Por que não olhar o fechamento da bolsa e trabalhar as vantagens do Brasil no comércio internacional?
Peça para os alunos relacionarem decisões políticas com as suas vidas.

Como a instabilidade política afeta a minha vida e a minha comunidade? Peça para os alunos refletirem sobre essa questão e relacionarem os rumos políticos do país com acontecimentos locais.

Dentro dessa proposta, estimule que os alunos exercitem diferentes habilidades para produzir conteúdos informativos, como programas de rádio, reportagens em vídeo, jornais e até mesmo blogs sobre os impactos das mudanças políticas nas suas comunidades.
Pesquise sobre renúncia, impeachment ou cassação de presidentes em outros países.

Ampliar o entendimento global dos alunos também é importante para que eles entendam como os acontecimentos nacionais repercutem em outros países e vice-versa. Incentive que os alunos desenvolvam habilidades de pesquisa enquanto fazem um levantamento de casos históricos de renúncia, impeachment ou cassação de presidentes.

Eles podem fazer pesquisas de países que já passaram por situações semelhantes, analisando os impactos da instabilidade política em cada contexto. Com essa atividade, também é possível trabalhar aspectos históricos e geográficos globais.
Elabore atividades para estimular a participação política e cidadã dos alunos.

As notícias do cenário atual podem ser pouco animadoras, mas não deixe que isso distancie os jovens da política. Lembre-se de que é importante estimular a participação cidadã e também é necessário mostrar para os alunos que a política faz parte do cotidiano deles. Após trabalhar a instabilidade política em sala de aula, incentive que os eles sejam propositivos e surgiram projetos para melhorar a situação econômica e social do país.

Aproveite o momento para falar sobre instâncias de participação política e incentive que a turma se mobilize em torna de uma causa. Os alunos podem criar campanhas socioambientais, construir um projeto de impacto social ou até mesmo instaurar instâncias de participação dentro da escola, como grêmios e assembleias.
Fonte: Site Porvir com adaptações de Artur Ricardo
Postar um comentário

HISTÓRIA DE PACOTI - CEARÁ

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...